Galeria | Galerie











Ex-aluna é aprovada com mérito em doutorado na França
Imprensa UTP
Silvane Maria Marchesini
A paranaense, advogada e psicóloga Silvane Maria Marchesini defendeu a tese “O Sujeito de Direito na Transferência”, na Universitè Nice - Sophia Antipolis, na França e foi aprovada com o "très honorable" e com "félicitations" da parte do presidente do júri e demais membros. Sua pesquisa, que é um desdobramento da tese de mestrado, tem o foco nas "Adoções Homoparentais", um assunto bastante polêmico, pois trata das adoções feitas por famílias homossexuais.
Silvane percorreu um longo caminho até chegar à universidade francesa para desenvolver a tese de doutorado. Depois de graduar-se em Direito, em 1978, atuou durante muitos anos como advogada no Tribunal de Justiça do Paraná. Especializou-se em Psicanálise, fez mestrado e graduou-se em Psicologia na UTP e exerceu a profissão de psicanalista até ser aceita, em 2008, pela Universidade de Strasburgo para desenvolver sua tese de doutorado, sob a direção de Serge Lesourd, estudioso francês com vários livros publicados. “Por resultado do processo de psicanálise pessoal e do primeiro Congresso de Direito e Psicanálise, em 1994, iniciei a formação em Psicanálise na Biblioteca Freudiana de Curitiba, sob orientação do Psicanalista Norberto Irusta. Nesta época a Universidade Tuiuti do Paraná, numa postura visionária do seu fundador, Coronel Sydnei Lima Santos, promoveu um curso de Pós-graduação e Mestrado em Psicanálise Freud-lacaniana, nos quais fui graduada. Em 2000, atraída pela pesquisa e curiosidade na compreensão do comportamento subjetivo humano, ingressei no curso de Psicologia da UTP.”
A experiência profissional como advogada e em seguida como psicóloga foi fundamental no desenvolvimento da primeira parte da pesquisa, que está no livro "O Sujeito de Direito na Transferência", publicado no Brasil e na França. “Minhas pesquisas estão completando a maturidade. São 18 anos percorridos com muito empenho e dedicação, numa pesquisa rigorosa e séria. Um trabalho árido, pois vanguardista e transdisciplinar.”
Em outubro de 2010, a advogada e psicóloga/psicanalista ministrou a palestra: “A metáfora do sujeito no Direito e na Psicanálise. Diálogo entre Lacan e Perelman”, na UTP. Na ocasião, ela também lançou o livro “Sujeito de Direito na Transferência - Uma Perspectiva Transdisciplinar por meio da Teoria Lacaniana dos Discursos”.
O livro, que está publicado em língua portuguesa, traz a primeira parte da tese aprovada na França com o "très honorable" e com "félicitations" da parte do Presidente do júri, Jean-Michel Vives e dos demais membros: Madame Delphine Scotto de Vettimo, professora da Université Nice Sophia Antipolis, e a professora brasileira Marta Marilia Tonin, atualmente coordenadora do curso de Direito da UNIBRASIL e Presidente da comissão dos direitos da criança e do adolescente da OAB.
"A importância do meu trabalho de articulação entre Direito e Psicanálise, ao meu ver, é no sentido de 'Humanização' e da defesa da dignidade da Vida no Direito", defende. "Estas pesquisas transdiciplinares poderão, como na época da Revolução Francesa, contribuir não somente para a criação, mas atualmente, para o aprimoramento do Código de Classificação de Penas no Direito Penal. Elas contribuem para melhor compreender 'quem é o sujeito regulamentado pelo Direito', e nos mostram a importância do 'processo de identificação inconsciente' na infância para construção da sua identidade sexual. Por isto, psicanalistas franceses mais experimentados na clínica de crianças adotadas ou inseminadas, advertem sobre a necessidade de tomarmos um tempo para refletirmos, e aplicarmos o 'Princípio da Precaução' jurídica em caso de 'Adoções Homoparentais'. Não sabemos ainda os 'efeitos inconsciente' no nível da linguagem e da opção sexual para estas crianças. Erigir a 'homossexualidade' à nível de estatuto legal, atribuindo-lhes filiação e parentalidade, tem consequências profundas no sistema jurídico como um todo. Isto mudará a Norma para todos. O Direito representará reivindicações comunitárias, e correrá o risco de abrir as portas para a 'identificação genética' dos sujeitos, sem respeito a subjetividade".
Silvane conta que pretende continuar o trabalho na França e “certamente levar ao Brasil as recentes orientações da academia francesa sobre Psicopatologia e mais especificamente sobre ‘Adoção Homoparente’, que vai em sentido contrário à jurisprudência brasileira, tendo em vista possíveis efeitos inconscientes na linguagem e no superou social e individual”.


Palestra “Violência nas Escolas e Extermínios Coletivos”, com  Dra. Silvane Maria Marchesini, aconteceu no dia 15/04, no Auditório José Antonio Soares, na Unidade Bonat das Faculdades Santa Cruz, sob a coordenação da Advogada Doutora Marta Tonim.





A palestra “Violência nas Escolas e Extermínios Coletivos”, com a Dra. Silvane Maria Marchesini, aconteceu no dia 15/04, no Auditório José Antonio Soares, na Unidade Bonat das Faculdades Santa Cruz, sob a coordenação da Advogada Doutora Marta Tonim.

Dra. Silvane Maria Marchesini é Jurista, Psicóloga, Psicanalista, Mestre em Psicanálise (UTP) e Doutora em Psicopatologia e Psicanálise pela Universitè Nice Sophia Antipolis (França).

Sua recente obra “O sujeito de Direito na Transferência”, editada pela Juruá Editora, trata com seriedade questões subjetivas que levam uma pessoa a cometer assassinatos e violências em escolas, e em locais públicos com extermínios coletivos de pessoas inocentes.

A palestrante falou sobre os processos identificatórios de amor e ódio desenvolvidos na infância, e reiterados na adolescência através de relações de poder, autoridade e decisão com os primeiros educadores, pais, familiares e professores, que levam os sujeitos a assumirem padrões de comportamentos semelhantes entre si, os quais tem raízes arcaicas no Supereu infantil.





Escola Brasileira de Psicanálise- Delegação Paraná -

Núcleo de investigação em Direito e Psicanálise



Dia 04/04/2013 – Abertura: Célia Ferreira Winter. Psicanalista, Professora de Psicologia e Direito.


Palestra: “Suicídio Assistido”: a nova pena de morte induzida pela sociedade contemporânea. Uma analise na fronteira entre Direito e Psicanalise.

Silvane Maria Marchesini. Psicanalista e Jurista, Doutora em Psicanálise pela Université Nice Sophia Antipolis, Université Strausbourg, França.


                                                                     






“A metáfora do sujeito no Direito e na Psicanálise. Diálogo entre Lacan e Perelman”.

Palestra proferida por Silvane Maria Marchesini (2010), Afonso Rangel Santos Reitor da UTPPr, Rafael Di Lascio na época coordenador do curso de Psicologia da UTPPr.






                                            Novo estilo de significante de Direito?  
Palestra proferida como debatedora de Jean-Pierre Lebrun por ocasião do evento : Novos e invisíveis laços sociais - Direito e Psicanálise - Ciclo de Conferências de Jean Pierre Lebrun -Universidade Federal do Paraná - 06 a 21 de agosto de 2004.





Subjetividade na psicanálise e o sujeito do direito

Palestra proferida por Silvane Maria Marchesini, em 01/09/2001


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário